quarta-feira, 25 de maio de 2011

Uma história de amor - O TSURU

Quando lançaram a bomba em Hiroshima, uma menina chamada Sadako Sassaki estava para completar dez anos. Aparentemente ilesa, escapou com a mãe e o irmão mais velho.

Na fuga foram encharcados pela chuva preta radioativa que caiu ao longo do dia. Até a idade dos doze anos, aparentava estar normal, uma menina saudável. Estudava e brincava como outras crianças e uma das coisas que mais gostava era correr.

Destacava-se nas corridas do colégio, quando, de repente, começou a sentir tonturas. Não disse nada a ninguém, achou que poderia ser um desgaste provocado pelo exercício. Certa manhã, ela sentiu-se tão mal que caiu e ficou estendida no chão.

Tiveram então que levá-la para um hospital da Cruz Vermelha. Sadako estava com leucemia. Outras crianças de Hiroshima começaram a apresentar os mesmos sintomas decorrentes da radiação recebida da bomba.

Quando Sadako estava no hospital uma amiga trouxe-lhe alguns papéis para origami e dobrou uma garça (tsuru) para a menina. Contou a lenda do pássaro sagrado do Japão, que vive mil anos e tem o poder de conceder desejos.


Se uma pessoa dobrar mil Tsuru (Senbazuru) e fizer o mesmo pedido a cada um deles, será atendido. Sadako começou a dobrar Tsuru e pedir para sarar, porém sua enfermidade se agravava a cada dia.

Sadako então desejou pedir para a paz mundial e disse: "eu escreverei paz em suas asas e você voará pelo mundo inteiro".

Sadako dobrou novecentos e sessenta e quatro Tsuru até vinte e cinco de outubro de 1955, quando morreu. Seus amigos dobraram os Tsuru restantes a tempo para o enterro.

Mas eles queriam mais: desejaram pedir por todas as crianças que estavam morrendo em conseqüência da explosão da bomba atômica. Formaram um clube da paz e começaram a pedir recursos para um monumento.

Estudantes de mais de três mil e cem escolas no Japão e de nove outros países constribuíram.

Em 03 de maio de 1958 o Monumento da Paz das Crianças foi inaugurado no Parque da Paz em Hiroshima. As crianças desejam espalhar a mensagem esculpida à base do monumento de Sadako:


"Este é o nosso grito,
Esta é a nossa oração:
Paz no mundo,
Sadako onde você estiver, saiba que sua mensagem está sendo conhecida no mundo todo, e esperamos que seja também cumprida".

A ave Tsuru (tradução: grou ou cegonha) simboliza saúde, fortuna, boa sorte e felicidade (além de ser considerada como ave símbolo do origami).

Fonte: Projeto 1000 Tsurus: Escola de Aplicação da FEUSP - Associção de Pais e Mestres

5 comentários:

حنان مصطفى disse...

Oie!

Achei profundo esse post, precisamos sim de muita Paz... Não só Paz mais também amor ao nosso próximo, temos que amarmos mais uns aos outros.
Belo post, beijokasss.

✿Hanan Mustafa e as Florzinhas✿
www.trakinandocommamae.blogspot.com

Rabiscando Poesias disse...

Oi Cris , muito profundo mesmo e concordo com o comentario aí de cima , é preciso amar e amar e amar ...E é como disse Renato Russo" é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã" ...Bjs e um lindo final de semana

Sueli Gallacci disse...

Oi Cris!

Eu já tinha estado aqui e lido esse post. Agora, com um pouco mais de tempo, voltei pra comentar.

Linda e emocionante história! Vc é sensível e delicada, vejo isso nos seus escritos.

Bom seria se tivéssemos essa paz que Sadako tanto almejou. Mas ela nos deixou o exemplo.

Belo, amiga.

Um beijo no seu coração!

♥ κєκєl ♥ disse...

Olá
Você sabia que LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), que é o idioma em que os surdos se comunicam, é a segunda língua oficial do Brasil?

Com objetivo de expandir a língua de sinais um grupo de professores e alunos da escola Lauro Müller em Florianópolis criou o BLOG VEJO VOZES e por conta disso estamos aqui lhe convidando para fazer parte da nossa história.

Se você entende que nosso país precisa de educação com qualidade e que a inclusão é um direito de todos, venha nos conhecer. O endereço é:

http://eeblmlibras.blogspot.com/

Abraços fraternos

Gata Lili disse...

Tão intenso, tão meigo de amor...gostei da leitura.