quarta-feira, 29 de junho de 2011

Há momentos na vida da gente, que a gente se pergunta por que é que as coisas são assim.
São nesses momentos, que paramos para refletir sobre o real sentido das coisas... descobrindo assim as certezas e as incertezas da vida que a gente vem carregando desde de sempre.
O interessante disso tudo, é que não é apenas questão de rever os principios, mas é questão de rever a sí mesmo, em quem você se tornou em como você interage com as pessoas, se perguntar por que as coisas são assim não adianta em nada se você não demonstra pra você mesmo o seu brilho, a sua força, a sua garra, o seu carisma, o seu alto astral, o seu vigor, sua juventude.
Não basta apenas mostrar pra você mesmo, você deve agarrar isso com tudo, e provar pra todo mundo do que você é capaz e COMO você se dispoe a encarar seus medos e seus tropeços de cabeça erguida, de peito aberto, sem medo, sem preceitos, sem esquecer de quem você realmente é de que como você realmente gostaria de ser.
É com esse pensamento que você abre as portas de você mesmo para que o seu verdadeiro EU mostre a todos quem está por dentro e abrindo essa porta, também, é que você consegue trazer pra dentro, interagir com o exterior, absorver as coisas.
Nessas horas, temos que ficar atentos e criar um filtro para drenar tudo de ruim e absorvermos somente o bom, o agrádavel, o doce. Se você consegue acordar todos os dias, com o brilho nos olhos, disposto a enfrentar seus medos, e dar um tapa nos inimigos, você consegue obter de você mesmo e dos outros tudo aquilo que você sonha, tudo aquilo que você quer.
É a capacidade de nos apaixonarmos todos os dias é que nos faz criar asas e alçar vôo rumo a lugares mais distantes, mais bonitos.
O fogo inocente dos olhos de uma criança, o brilho curioso, é o que devemos ter para conseguirmos sonhar, viver, sorrir e crescer.
E para finalizar, uma citação, essa é para todos vocês então decore:

"Amanhã será tomorrow" - Falcão

Por Pedro Bial

4 comentários:

Katja Malena disse...

Oii!
Tem selinhos e tag pra vc lá no meu blog!
Espero que goste *--*

Regina Rozenbaum disse...

Cris minina amaaaada!
Fico tão feliz quando te vejo lá no divã...cê nem imagina...Como fico tb quando venho aqui e leio uma postagem "Sem título" desse valor! Eu, aqui, batizaria (olha só que ousada sou!) de: "DOÇURA DE VIDA".
Beijuuss n.a.

Carla Fernanda disse...

Lindo texto Cristina!!
Bem vinda sempre ao meu blog.
Beijos,
Carla

Sergio Martins disse...

Bela reflexão! Cris, a maioria das pessoas se acostumou a reter a poluição existencial que seus olhos captam; mas é através de um olhar mais proundo que captamos a poesia que mora em meio a balbúrdia do mundo. Bom fim de semana; bjs.